Cinema

A programação cultural de Amarante tem vindo, nos últimos anos, a fomentar os cruzamentos e
diálogos interdisciplinares, privilegiando neste contexto as relações entre música e cinema, ainda que
frequentemente o façam de um modo relativamente irregular.

Com efeito, encontramos na programação de associação culturais locais, como a Gatilho e o Cineclube de Amarante, várias iniciativas pontuais que, ao longo do ano, vão promovendo cruzamentos entre as linguagens específicas da Primeira e da Sétima Arte.

A este nível, destaca-se como exemplo, entre outros, as atuações ao vivo de projetos musicais que criam bandas sonoras para filmes em exibição no âmbito do Festival de Cinema de Animação, anualmente promovido pela Gatilho.

É igualmente de frisar a importância que o Festival Mimo atribui ao potencial de relacionamento entre o cinema documental e a música. Com efeito, em todas as edições existem um programa paralelo de filmes que tenham a música, os seus personagens e as suas histórias como tema. Mais do que um elemento acessório, esta programação de cinema do Mimo permite complementar a programação de espetáculos musicais do festival, contribuindo para o enriquecimento e a complexificação dos níveis de leitura dos espetadores, aumentando as suas referências e conhecimentos e, além disso, permitindo um salutar cruzamento de audiências.