Grupos de Bombos

Existem diferentes grupos de bombos no concelho de Amarante, destacando-se os tradicionais ‘zés pereira’, com características sonoras e de construção de instrumentos bastantes especificas no contexto nacional.

Bombos de Santo André

Grupo de bombos fundado em Telões, em 1980, por Alcino Silva. O santo padroeiro da freguesia deu nome aos “Bombos de Santo André ”. Grupo conta com atuações no território nacional e no estrangeiro.

Grupo de Bombos ‘Os Amigos da Borga’

O Grupo de Bombos Os Amigos da Borga, foi fundado em 2005, em Lufrei. Ao longo dos anos, este grupo percorreu o país e também atuou no estrangeiro.

Grupo de Bombos, Amarante
Grupo de Bombos de Gondar
Grupo de Bombos de Santa Maria de Gondar

Grupo de Bombos Santiago Figueiró

Grupo de Santa Maria de Jazentes

Um dos grupos de bombos mais antigos de Amarante é o Grupo de Santa Maria de Jazentes, fundado em 1949, e atualmente com cerca de 50 elementos.

Este grupo conta ainda com uma pequena formação de mulheres, As Rosas de Santa Maria de Jazente, que será muito provavelmente o primeiro grupo de bombos exclusivamente feminino criado em Portugal.

Grupo de Bombos Unidos da Paródia

O Grupo de Bombos Unidos da Paródia, foi fundado em 1974, tendo iniciado a sua atividade com 4 bombos, feitos pelos próprios elementos, 1 acordeão, 1 gaita de foles e uma bandeira.

Atualmente o grupo tem 32 elementos, com idades entre os 12 e os 75 anos. Fazem hoje parte do grupo os seguintes instrumentos e elementos, 8 bombos, 8 caixas, 5 gaitas de foles, 5 concertinas, 1 bandeira, 2 gigantones e 3 cabeçudos.

Anualmente o grupo participa em diversas festas e atuações, de norte a sul de Portugal e além fronteiras (em França, na Alemanha e em Espanha).

Grupo de Bombos Regional de S. Simão

O Grupo de Bombos Regional de S. Simão, foi fundado em 1935, por Alexandre da Silva. Ao longo dos anos, este grupo percorreu o país, de Norte a Sul, e também atuou no estrangeiro.

Atualmente, o grupo é dirigido por Renato Silva, filho de António Silva e neto de Alexandre da Silva, o fundador, dando assim continuação ao trabalho do Grupo de Bombos Regional de S. Simão.

Grupo de Bombos de Santo Estêvão