Residências artísticas

Amarante possui espaços de residência artística que recebem criativos de diferentes áreas, nomeadamente da música.
Muitos dos atuais espaços dedicados à criação musical surgiram como resposta a atividades e projetos
desenvolvidos por associações locais ou iniciativas de cooperação internacional.
Apostando no apoio à criação, o Município de Amarante prevê novos espaços de residência ao longo dos próximos anos. Estes iram permitir alargar esta ação a novos campos da criação, incluindo a literatura, e reforçando as iniciativas relacionadas com a música.

Casa da Pedra
Casa da Pedra

Na Casa da Pedra, localizada na frente ribeirinha da cidade de Amarante, realizam-se anualmente residências artísticas. De forma mais regular, destacam-se o programa anual de residências artística levado a cabo no âmbito do programa “Jovem Criação Europeia” (Jeune Création Européene), uma rede voltada para as artes plásticas que envolve, para além de Amarante, oito cidades europeias.

Casa da Juventude

Paralelamente, outras residências artísticas ocorrem na cidade de forma pontual. Por exemplo, em 2016, foi promovida na Casa da Juventude uma residência artística dedicada à Viola Amarantina com o objetivo de reavivar este instrumento tradicional, através de expressões contemporânea, criando uma corrente que dinamize e incentive a utilização da viola amarantina, por parte dos adultos e crianças, evitando assim o seu desaparecimento.

Casa da Juventude de Amarante