Solar dos Magalhães

Esta casa senhorial do século XVI pertenceu à família Magalhães. Da estrutura original, atualmente apenas permanecem as paredes exteriores. A casa encontra-se em ruína desde 1809, quando foi incendiada pelas tropas francesas durante a 2ª invasão. Conta-se que por cada dia de resistência à ocupação francesa o General Loison retaliava incendiando uma casa nobre. Contrariamente à maioria das casas que foram incendiadas, o Solar dos Magalhães nunca foi reconstruído, permanecendo as suas ruínas testemunho dos violentos ataques e tornando-se assim um símbolo da resistência à entrada na vila.